sexta-feira, 18 de junho de 2010

Só por hoje não

Hoje eu quero pular à hora do almoço.
Aquela sineta de “até mais” é desesperadora.

Hoje eu quero que a tarde se estenda.
As noites já não me agradam tanto.

Hoje eu não quero agitação.
Nosso silêncio me faz bem.

“- E se eu me apaixonar?”
Eu vou sorrir e te dizer, hoje não meu bem.


“Bete Balanço meu amor,
Me avise quando for a hora”

Nenhum comentário:

Postar um comentário